BNDES anuncia medidas emergenciais para apoio a economia, assim como empresas e trabalhadores

Publicado dia 25 de março de 2020.

Aprovadas em caráter emergencial, pelo Banco Nacional de desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), algumas medidas socioeconômicas de execução imediata, com objetivo ajudar na redução dos efeitos da pandemia no Coronavírus – Covid19 que atingiu não só o Brasil, mas o mundo como um todo.

As medidas, que juntas somam R$55 bilhões, são:

– Transferência de recursos do Fundo PIS-PASEP para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), no valor de R$ 20 bilhões;

– Suspensão temporária de pagamentos de parcelas de financiamentos diretos para empresas no valor de R$ 19 bilhões;

– Suspensão temporária de pagamentos de parcelas de financiamentos indiretos para empresas no valor de R$ 11 bilhões; e

– Ampliação do crédito para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), por meio dos bancos parceiros, no valor de R$ 5 bilhões.

“As medidas adotadas pelo BNDES visam a apoiar o trabalhador diretamente com a possibilidade de novos saques do FGTS e indiretamente, ao ajudar na manutenção de mais de dois milhões de empregos com aumento da capacidade financeira e preservação de 150 mil empresas.  Os R$ 55 bilhões que serão injetados na economia representam quase a totalidade dos desembolsos do BNDES em todo o ano de 2019.”

Essas medidas são importantes para a sobrevivência das micro, pequenas e médias empresas, já que há presunção de que estas serão as mais afetadas pela economia com a pandemia do Coronavírus.

Para mais informações sobre a expansão da linha de crédito para as MPMEs, e amortização dos financiamentos acesse o portal do BNDES e no menu selecione a opção BNDES contra o Coronavírus.

Fonte:

https://www.gov.br/pt-br/noticias/financas-impostos-e-gestao-publica/2020/03/bndes-lanca-medidas-para-apoiar-empresas-e-trabalhadores

https://www.bndes.gov.br/wps/portal/site/home/bndes-contra-o-coronavirus/medidas-emergenciais-contra-coronavirus